A Semana Aberta é parte integrante do 27º Congresso Mundial de Arquitetos que ocorre pela primeira vez no Brasil, em julho. O evento está ampliado para facilitar a participação de pessoas de todo o mundo que teriam dificuldade para estar presentes no Rio de Janeiro.

Até junho, haverá uma extensa e intensa programação virtual, aberta a todos os continentes, trilíngue. Em julho, de 18 a 22, será presencial, com transmissão online. Os maiores nomes da arquitetura e urbanismo serão palestrantes, expositores e debaterão sobre o futuro da arquitetura e da cidade.

Saiba mais e faça sua inscrição aqui

DEBATEDORES DA SEMANA ‘FRAGILIDADES E DESIGUALDADES

Fabienne Hoelzel
Fabienne Hoelzel teve uma experiência na Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) do Município de São Paulo e participou no Programa de Urbanização de Favelas (2009- 2012). Ela é fundadora do Fabulous Urban, escritório de Design Urbano e Pesquisa com sede em Zurique, Suíça, e filial em Lagos, Nigéria. Fabienne comenta no debate o projeto Makoko Neighbourhood Hotspot, um centro comunitário polivalente que faz uso de biogás.

Maria Alice Rezende de Carvalho
Historiadora e socióloga, Maria Alice Rezende de Carvalho faz uma análise ampla sobre as intervenções urbanas em favelas no Brasil, destacando o contexto político. A convite da FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos), Maria Alice participou da avaliação da primeira fase do Favela-Bairro, um dos mais destacados programas de urbanização de favelas, iniciado na década de 1980. Mais de 20 anos depois, a pedido do Instituto de Arquitetos do Brasil, ela elaborou um manual para ajudar os escritórios de arquitetura em seus diagnósticos sociais.

Alfredo Brillembourg
O arquiteto Alfredo Brillembourg é natural de Nova York e comanda o Urban-Think Tank (U-TT), escritório de design interdisciplinar em Caracas, na Venezuela. Seu foco é a inovação e a sustentabilidade em projetos para populações que vivem na informalidade – inclusive em razão de migrações. Em Nova York, fundou o laboratório de habitação urbana sustentável S.L.U.M. Lab.

Alejandro Echeverri
O colombiano Alejandro Echeverri é conhecido por um dos mais arrojados projetos de intervenção urbana e social – em Medellín, sua cidade natal, entre 2004 e 2008. Ele conta como a arquitetura é capaz de mudar comportamentos.

Jorge Jáuregui
O argentino Jorge Jáuregui trabalha há mais de 30 anos no Rio de Janeiro e acompanhou praticamente todas as iniciativas de urbanização de favelas já realizadas na metrópole. Além da falar sobre elas, ele também comenta as novidades de seus últimos trabalhos na República Dominicana.