Segundo Guia IAB para a Agenda 2030

O IAB lançou o 2o. Guia da coleção Agenda 2030 que mostra o melhor da produção arquitetônica e urbanística dos profissionais brasileiros interessados em contribuir para a temática do desenvolvimento sustentável.

Participaram profissionais arquitet@s e urbanist@s brasileir@s, com obras e projetos localizados no território nacional ou no exterior, elaborados a partir de 2015. Os projetos e planos selecionados nesta nova publicação apresentam uma diversidade e cobrem praticamente todo o território brasileiro. Segundo seu coordenador, Cid Blanco Jr, há projetos representando a maioria dos estados brasileiros e localizados em outras partes do Globo, como o Egito e Senegal.

A nova publicação foi lançada junto com a Exposição Um Guia de Arquitetura e Urbanismo para as 17 Metas da ONU de Desenvolvimento Sustentável, que traz exemplos dos dois Guias do IAB e dos dois Guias da UIA. O lançamento fez parte da programação do 27º Congresso Internacional da União Internacional de Arquitetos – UIA 2021, sendo que a live contou com os presidentes das entidades internacionais de Arquitetura e Urbanismo.

Segundo a Co-Coordenadora da Comissão de Política Urbana, Cláudia Pires, a UIA conta com uma Comissão de Acompanhamento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, na qual o IAB tem assento. Ela elogia a assertividade da Comissão e informa que o Guia Nacional, agora traduzido em outras línguas é uma iniciativa que acompanha os trabalhos da Comissão Internacional que, em 2019, lançou uma publicação com projetos de todo o mundo relacionados com a Agenda 2030.

Sobre o Guia IAB para a Agenda 2030

Em 2020, o IAB – por meio do Grupo de Trabalho da Agenda 2030 da Comissão de Política Urbana e Habitação Social – produziu uma versão brasileira da publicação da Comissão da UIA, apresentando projetos de arquitetura e planos de desenvolvimento urbano do Brasil que colaboram com cada um dos 17 ODS.

A primeira edição do Guia contou com diversas parcerias, em um esforço contínuo para mostrar práticas sustentáveis em nossa arquitetura e urbanismo, e contou com a publicação de 51 projetos/planos. Agora, o IAB conseguiu ampliar o leque de entidades apoiadoras o que demonstra que o acompanhamento da Agenda 2030 e dos ODS convergem para posicionar a categoria profissional junto à outras categorias profissionais e ajuda a fortalecer a Sociedade civil frente às suas reivindicações junto aos governos.