Boletim Notícias



Confira entrevista concedida pela presidente do IAB-BA ao IAB Nacional

​”A cidade não é fruto de gestão democrática”, diz Solange Araújo

Departamento: Nacional

Conversamos com Solange sobre questões polêmicas em Salvador, como a proposta da prefeitura que vai descaracterizar a Estação da Lapa, projetada por Lelé, e as dificuldades de relacionamento com o Executivo municipal.

IAB: Qual a importância de se deslocar para o Nordeste as reuniões da Direção Nacional do IAB?

A iniciativa de deslocar a Direção Nacional para regionais permite que os departamentos participem de discussões referentes à gestão do IAB e das suas políticas. Por outro lado, permite que a DN perceba as peculiaridades e as dificuldades dos departamentos e, dessa forma, facilita o encaminhamento de soluções.

IAB: O IAB-BA vem tentando marcar um encontro com representantes da prefeitura de Salvador para conversar sobre o projeto para a Estação da Lapa. Eles  deram alguma posição sobre este encontro? Estão dispostos a dialogar?

Não estão dispostos a dialogar. De início, até se prontificaram a conversar, mas logo recuaram e se fecharam na decisão de reformar a Estação da Lapa, com acréscimos de um shopping sobre a cobertura da estação. A ordem de serviço já foi dada ao consórcio Nova Lapa, que é responsável pelas obras e já começou a administrar a Estação. É um direito que mantém pelos próximos 35 anos.

IAB: Qual seria a melhor alternativa para a revitalização da Estação?

Aquela sugerida pelo seu autor, o arquiteto João Filgueiras Lima, o Lelé. Em 2011, ele sugeriu atualizar a Estação para atender as novas demandas de transporte público de Salvador e incluir um centro comercial (shopping).  A proposta integraria perfeitamente a estação ao shopping. Seriam dois pavimentos de garagem embaixo interligados à atual plataforma de desembarque. O comércio ficaria nos pavimentos de cima. Também foi proposta a ligação com as cumeadas laterais à Estação, através de duas passarelas que se conectariam a uma praça, na cobertura, funcionando como uma nova rua, um novo caminho, novas opções de circulação. Além da substituição dos atuais abrigos por outros, metálicos, que teriam as mesmas características construtivas do shopping. Ou seja, um projeto bem integrado ao contexto urbano.

 IAB: Boa parte da população também é contra e há até uma petição online. Isso mostra que a população está disposta a debater projetos para a cidade, não? Não deveria haver mais debates nesse sentido?

Sim, existe uma petição contra a ação da Prefeitura Municipal de Salvador, mas daí a que esse instrumento se transforme numa reação forte de mobilização há uma enorme distância! A cidade não é fruto de gestão democrática, e a população, em geral, sequer tem real consciência dos seus direitos, enquanto cidadãos. Existe uma grande carência dos serviços básicos e de infraestrutura urbana, e um enorme autoritarismo nos processos de gestão dos bens públicos. Enquanto isso, a população meio que assiste inerte aos recentes processos de transformação do espaço urbano. O IAB-BA tem feito um esforço no sentido de forçar a abertura de espaços de discussão junto aos gestores públicos, reunir os profissionais da arquitetura e urbanismo e envolver a sociedade nesses processos sobre a cidade. Temos já instalada a nossa comissão de Políticas Urbanas e outra sobre Exercício Profissional, e esperamos, em breve, começar a colher frutos. O IAB mais fortalecido, pela real adesão dos seus associados, certamente conseguirá reverter processos autoritários de gestão da cidade.

 IAB: Como está o desenvolvimento do Projeto Orla?

A Prefeitura Municipal de Salvador contratou projetos de recuperação para grande parte da sua orla marítima. O projeto da Barra, já executado, apresenta alto grau de insatisfação. Uma questão sistematicamente levantada são os congestionamentos criados a partir da mudança no sentido do trânsito. Algumas ruas foram transformadas em estacionamentos, o que gera grandes fluxos, sem espaço suficiente para isso.

 



Sede

Edifício dos Arquitetos
Ladeira da Praça nº 9, Centro

(71) 3335-1195
iab-ba@iab-ba.org.br

Escritório Executivo

Ed. Raphael Gordilho, Av. Lucaia 317, sala 203,
Rio Vermelho, CEP 41940-660 Salvador, BA


Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2020. Todos os direitos reservados.