Boletim Notícias



Comenda do Mérito Cultural homenageia destaques da cultura baiana

img1

Cerimônia de entrega da Comenda do Mérito Cultural. Foto: Bruno Santos

Membro da comissão avaliadora, o IAB-BA recebe menção honrosa em cerimônia de entrega no Teatro Castro Alves

No Dia Nacional da Cultura, celebrado em 05 de novembro, trinta representantes do cenário cultural da Bahia receberam a Comenda do Mérito Cultural. A homenagem, concedida pela primeira vez pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), visa reconhecer personalidades e instituições que contribuíram com a valorização da cultura no estado. Foram dez integrantes de cada uma das três categorias: Júnior, Sênior e Póstuma. Entre os destaques das homenagens póstumas, o arquiteto baiano Diógenes de Almeida Rebouças foi condecorado pelo seu legado de projetos emblemáticos para Salvador, como a antiga Fonte Nova, o Hotel da Bahia, a Escola Parque e a Faculdade de Arquitetura da UFBA.

“Buscamos reconhecer e homenagear personalidades e entidades – sejam baianas, brasileiras e estrangeiras – que desenvolveram a cultura na Bahia. O reconhecimento e a homenagem são simultaneamente um dever, um modo de legitimação necessário à dinâmica cultural e uma maneira de estimular todos aqueles que, nos mais diversos campos, trabalham e engrandecem a cultura na Bahia”, afirma o secretário de cultura do Estado da Bahia, Albino Rubim.

O evento, realizado no Teatro Castro Alves, teve a direção de Elísio Lopes Júnior e reuniu diversas linguagens artísticas em um espetáculo multimídia. Membro integrante da comissão de seleção dos homenageados, o Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento da Bahia (IAB – BA) recebeu menção honrosa durante a cerimônia, pelos serviços prestados à sociedade. “É uma satisfação para o IAB fazer parte desta comissão, que assumiu a grande responsabilidade de escolher alguns nomes entre os que se destacam na cultura do Estado”, Solange Souza Araújo, IAB-BA.

Vencedores

Na categoria Júnior, destinada a personalidades ou instituições em ascensão no cenário cultural, receberam a Comenda a Associação Cultural de Preservação do Patrimônio Bantu – ACBANTU, o dramaturgo, escritor e ator Aldri Antonio Alves da Anunciação, o poeta e escritor Aleilton Fonseca, o músico Carlinhos Brown, o centro de conhecimento, cultura e inclusão social Cidade do Saber, localizado em Camaçari, o Circo do Capão, o diretor teatral Fernando Guerreiro, atual diretor da Fundação Gregório de Mattos, a atriz e cantora Laila Garin, o maestro Ricardo Castro e a Orquestra Santo Antônio, de Conceição do Coité.

A categoria Sênior, que contempla nomes já consolidados e de relevância incontestável para a cultura baiana, teve como agraciados a Associação Cultural Bloco Carnavalesco Ilê Aiyê, o professor e historiador Cid Teixeira, o músico Elomar Figueira Mello, o escultor, curador e museólogo Emanoel Alves de Araújo, o cantor, compositor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil, o professor e cineasta Guido Araújo, a Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte, a ialorixá e escritora Mãe Stella de Oxóssi, a escritora e poeta Myriam Fraga e o Teatro Vila Velha.

Já a categoria Póstuma, que foi entregue aos familiares dos agraciados, incluiu personalidades de reconhecida atuação em prol da cultura baiana: o arquiteto e Diógenes de Almeida Rebouças, o músico Dorival Caymmi, o médico e criador e reitor da então Universidade da Bahia, Edgard Santos, o cineasta Glauber Rocha, o escritor João Ubaldo Ribeiro, o escritor Jorge Amado, o artista plástico, escritor e sacerdote afro-brasileiro Mestre Didi, os mestres fundadores da Capoeira Pastinha e Bimba, o geógrafo Milton Santos e o produtor, dramaturgo e ator Ruy Cezar.

Sobre a Comissão

A Comissão que selecionou os premiados foi formada pelo secretário Estadual de Cultura e mais 15 membros representantes das seguintes instituições: Associação Baiana de Imprensa, Academia de Ciências da Bahia, Academia de Letras da Bahia, Centro de Culturas Populares e Identitárias da SecultBA, Conselho Estadual de Cultura, Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundação Pedro Calmon, Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento da Bahia, Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, Sindicato dos Artistas e Técnicos em Diversões do Estado da Bahia, Superintendência de Promoção Cultural da SecultBA, Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura da SecultBA, um representante das universidades estaduais da Bahia e um representante das instituições federais de ensino superior da Bahia.

A Comenda do Mérito Cultural foi instituída pelo Governo do Estado através do decreto nº 14. 917, de 08 de janeiro de 2014, no âmbito da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. As indicações para a Comenda foram feitas pela sociedade – pessoas físicas e jurídicas – que enviou sugestões por meio de preenchimento de formulário online, totalizando 991 indicações. A Comissão escolheu os agraciados entre esses indicados. Excepcionalmente neste primeiro ano, serão concedidas 30 comendas. A partir do segundo ano, serão concedidas 15 comendas, sendo cinco em cada uma das categorias.



Sede

Edifício dos Arquitetos
Ladeira da Praça nº 9, Centro

(71) 3335-1195
iab-ba@iab-ba.org.br

Escritório Executivo

Ed. Raphael Gordilho, Av. Lucaia 317, sala 203,
Rio Vermelho, CEP 41940-660 Salvador, BA


Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2020. Todos os direitos reservados.