Boletim Notícias



BAIXINHA DO SANTO ANTÔNIO AGUARDA CONTRATAÇÃO DE PROJETO SELECIONADO PARA OBRAS DE REQUALIFICAÇÃO

baixinha1

Deslizamento de terra, habitação em encostas, falta de saneamento básico e áreas para lazer. Estes são alguns dos problemas estruturais encontrados na região da Baixinha do Santo Antônio, no bairro de São Gonçalo do Retiro, em Salvador. Uma alternativa para melhoria destas questões foi vislumbrada em setembro de 2014 com a realização do Concurso Nacional de Ideias em Arquitetura e Urbanismo para a Baixinha de Santo Antônio, mas passado um ano a proposta selecionada ainda não foi contratada para o desenvolvimento do projeto executivo da obra.

Promovido pelo Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDUR), e organizado pelo Departamento Bahia do IAB, o concurso objetivou reunir e premiar idéias de requalificação para a região. Onze propostas foram submetidas à comissão julgadora, responsável pela avaliação das ideias. Ao 1º lugar foram entregues R$ 150 mil, premiando o trabalho da equipe coordenada pelo arquiteto Rodrigo Bocater, do Rio de Janeiro. Já o 2º lugar (R$ 80 mil) foi agraciado a arquiteta baiana Maria das Graças Gondim e o 3º lugar (R$ 50 mil) para o arquiteto Thiago Sampaio.

baixinha2

ETAPAS – A participação social foi fundamental para a construção do concurso. Foram realizadas reuniões com diversos líderes e membros da comunidade para entender as reais e primordiais necessidades do bairro, além de visitas com participação dos envolvidos no processo. Todo bairro foi percorrido, sobretudo os pontos mais críticos e carentes de soluções de infraestrutura básica, urbanísticas, arquitetônicas, ambientais e sociais.

“A cada visitação era uma euforia na comunidade, sentíamos que a realização de um sonho estava muito próxima. A idéia era que logo após a finalização do concurso as obras começassem, mas até agora ainda não conseguimos nem agendar uma reunião pra ter algum retorno sobre essa situação”, afirma Alda Florentino, representante do Conselho de Moradores do São Gonçalo do Retiro – Baixinha de Stº Antônio.

baixinha3

Após estes contatos fundamentais e referenciais, que possibilitaram a todos ver, entender e sentir os dramas e problemas dos habitantes da Baixinha do Santo Antônio, foram iniciadas as reuniões entre profissionais da SEDUR e coordenadores do Concurso para traçar os embasamentos técnicos e conceituais para elaboração do Termo de Referência, do Regulamento e do Edital do concurso. “Todo trabalho foi submetido à apreciação da comunidade para contribuições e, definitivamente, aprovação dos documentos e das bases do concurso, objetivando o lançamento oficial e divulgação nacional do concurso”, explica Neilton Dórea, coordenador do concurso.

Segundo Dórea, o concurso foi realizado em um curto espaço de tempo em função do exíguo prazo estabelecido, por se tratar do último ano de mandato daquele governo, no entanto, todo trabalho foi feito de modo intenso e produtivo, com o cumprimento do cronograma e etapas conforme planejado.

baixinha4

Para Solange Araujo, presidente do IAB-BA, a escolha do concurso publico para requalificação é a forma mais segura, econômica e democrática para a contratação de projetos. “Esperamos assim que até o final deste primeiro ano do Governo do Estado, o Concurso da Baixinha de Santo Antônio – São Gonçalo do Retiro prossiga com a contratação da equipe classificada em primeiro lugar, que entre em orçamento os custos necessários para execução do plano urbanístico e da proposta de urbanização para o Bairro e, que seja considerada a possibilidade de replicação dos conceitos do Projeto Piloto para outras áreas de Salvador e do Estado da Bahia”, afirma.

 

BAIXINHA DO SANTO ANTÔNIO – Com área de 30,33 hectares, a Baixinha do Santo Antônio esta localizada entre a BR-324 e a Avenida Luís Eduardo Magalhães, no bairro de São Gonçalo do Retiro. Estima-se que cerca de 7,7 mil pessoas, distribuídas em 2,3 mil domicílios, vivam no local. De acordo com a líder Alda Florentino, os problemas estruturais são grandes e se acentuam durante períodos de chuva.

 

“Não temos estrutura de saneamento básico e acontecem casos do esgoto invadir a casa dos moradores. Há pouco tempo teve deslizamento e os moradores colocaram lona na encosta para se protegerem da chuva. Quando chove o barro entra nas casas, então qualquer chuvinha que dá já ligamos pra deixar um parente de sobreaviso”, explica pontuando outros problemas enfrentados na região como inexistência de creche, posto de saúde e espaços de lazer, excesso de construções irregulares e dificuldade de mobilidade, já que o acesso a algumas áreas é feito por meio de escadarias e ruas sem pavimentação  e  apenas duas linhas de ônibus dão aceso ao bairro.



Sede

Edifício dos Arquitetos
Ladeira da Praça nº 9, Centro

(71) 3335-1195
iab-ba@iab-ba.org.br

Escritório Executivo

Ed. Raphael Gordilho, Av. Lucaia 317, sala 203,
Rio Vermelho, CEP 41940-660 Salvador, BA


Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2020. Todos os direitos reservados.