Notícias



Arquiteto Paulo Mendes da Rocha recebe o Prêmio Imperial do Japão

Credito: Danilo Verpa/ Folhapress

Credito: Danilo Verpa/ Folhapress

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha, 87, recebeu o Prêmio Imperial do Japão, um dos mais prestigiosos do mundo – meses depois de ter sido agraciado com o Leão de Ouro da Bienal de Arquitetura de Veneza, pelo conjunto da sua obra. O anúncio foi feito nessa terça, 13, em Tóquio.

O prêmio é dividido em cinco categorias: pintura, arquitetura, escultura, música e teatro/cinema. Junto a Mendes da Rocha, foram agraciados o cineasta americano Martin Scorsese, a artista americana Cindy Sherman, a escultora francesa Annette Mesage e o violinista letão Gidon Kremer (música).

A premiação acontecerá em Tóquio no dia 18 de outubro e cada premiado receberá 15 milhões de ienes (cerca de R$ 480 mil) e uma medalha entregue pelo príncipe Hitachi. O brasileiro deve ser representado na premiação pelo filho arquiteto Pedro Mendes da Rocha.

Ele é o segundo brasileiro a receber essa distinção japonesa, o primeiro foi Oscar Niemeyer, em 2004. Entre outros artistas homenageados pelo Prêmio Imperial, estão Norman Foster, Ingmar Bergman, Peter Brook, Renzo Piano, Frank Gehry e David Hockney.

Por coincidência, a primeira mostra do arquiteto no Japão será aberta no dia 24 desse mês, na galeria GA, de Tóquio, com desenhos, fotos e textos dos seus 12 projetos. Em pouco mais de um ano, será a terceira exposição de arquitetura brasileira na capital japonesa, depois de uma dedicada a Niemeyer no Museu de Arte Contemporânea de Tóquio e outra para Lina Bo Bardi no Museu Watari. O embaixador brasileiro no país, André Correia do Lago, entusiasta da área, também é crítico de arquitetura.

O Prêmio Imperial foi estabelecido em 1988 para celebrar o centenário da Associação de Arte do Japão, estabelecida pela Casa Imperial nipônica (e também como homenagem ao príncipe Takamatsu, que presidiu a organização por 58 anos). A primeira entrega dos prêmios aconteceu em 1989.

Formado pelo Mackenzie em 1954 e nascido em Vitória (ES) em 1928, Paulo Mendes da Rocha já teve outro vínculo direto com o Japão, ao desenhar em 1970 o Pavilhão do Brasil para Feira Universal de Osaka. Em comunicado divulgado pela associação, ele disse que o mês que passou naquele país “foi uma das maiores aventuras da minha vida”.

Na mesma declaração, ele diz como recebeu a homenagem. “Não é um prêmio para mim, como pessoa, mas um jeito de comemorar a nossa amizade, o povo do Japão e o povo do Brasil”.

Autor de projetos como Museu Brasileiro de Escultura, o Mube, na avenida Europa, da reforma da Pinacoteca do Estado, do ginásio Clube Atlético Paulistano e do pórtico da praça do Patriarca, Mendes da Rocha também já tinha recebido o prêmio Pritzker em 2006, considerado o Nobel da Arquitetura. Com esses três prêmios (Pritzker, Leão e Imperial), ele já é o arquiteto brasileiro vivo mais premiado.

Fonte: Folha de São Paulo

Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2016/09/1812778-arquiteto-paulo-mendes-da-rocha-recebe-o-premio-imperial-do-japao.shtml



Sede

Edifício dos Arquitetos
Ladeira da Praça nº 9, Centro

(71) 3335-1195
iab-ba@iab-ba.org.br

Escritório Executivo

Ed. Raphael Gordilho, Av. Lucaia 317, sala 203,
Rio Vermelho, CEP 41940-660 Salvador, BA


Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2020. Todos os direitos reservados.