Boletim



ARQUIMEMÓRIA 5 – Confira os conferencistas já confirmados

Arquimemória

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANDREA BRUNO (ITÁLIA)

andrea bruno                                   Arq. Andrea Bruno em conferência na Universidade de Herat, no Afeganistão

Nascido em Turim, Itália, Andrea Bruno atua há mais de 50 anos na restauração e reabilitação de edifícios e sítios de valor cultural em diversos países de três continentes.

Consultor da Unesco em Restauração e Conservação do Patrimônio Histórico e Cultural desde 1974, realizou numerosas missões oficiais, especialmente no Oriente Médio e no norte da África. Desde 2002, é Conselheiro da Divisão Cultural da Unesco para o Afeganistão.

Andrea Bruno elaborou projetos de restauração e requalificação de edifícios e sítios históricos em diversos países, com destaque para:

  • Restauração e adaptação do Castelo de Rivoli em Museu de Arte Contemporânea de Turim, Itália (diversas etapas realizadas entre 1960 e 1995);
    • Restauração e adaptação em campus universitário do Fort Vauban, em Nîmes, França (1991-95);
    • Museu da Colonização Micênica, no sítio arqueológico de Maa-Palaiokastro, em Pafos, Chipre (1996);
    • Restauração e renovação do Conservatório de Artes e Ofícios de Paris, França (1992-2000);
    • Restauro do Castelo de Lichtenberg, na França (1994-2009);
    • Museu da Córsega, França (1997);
    • Restauro e ampliação da Capela das Brigitinas e sua adaptação em Centro de Arte Contemporânea, em Bruxelas, Bélgica (2001-08);
    • Restauração da Catedral de Bagrati em Kutaisi, República da Geórgia (2010-13).

obra endera brunoArq. Andrea Bruno: Restauração da Catedral de Bagrati em Kutaisi, República da Geórgia (2010-13) [Fonte da imagem: https://br.pinterest.com/pin/62839357273502132/]

Além da vasta e difusa prática projetual, Andrea Bruno foi professor de Restauro Arquitetônico dos Politécnicos de Turim e de Milão e Presidente do Centro de Estudos para a Conservação do Patrimônio Arquitetônico e Urbano da Universidade Católica de Lovaina (KU Leuven), na Bélgica.

O arquiteto Andrea Bruno está diretamente envolvido com as discussões promovidas pela Unesco sobre o futuro do sítio de Bamyian, no Afeganistão, após a trágica destruição pelo Taliban, em março de 2001, das duas estátuas gigantes de Buda, tendo elaborado um projeto de valorização do sítio, até o momento não executado.

AL BORDE (EQUADOR)

alborde

O coletivo Al Borde foi fundado em 2007 em Quito pelos arquitetos David Barragán e Pascual Gangotena.

Atualmente formado por Barragán, Gangotena, Marialuisa Borja e Esteban Benavides, Al Borde já recebeu diversos prêmios e reconhecimentos, destacando-se:

  • Prêmio de Projeto do Ano do Museu de Design de Londres (2015);
    • Indicação para o Prêmio Internacional de Arquitetura Jovem Iakov Chernikov em Moscou (2014);
    • Indicação para o Mies Crown Hall Americas Prize – MCHAP, do IIT – Illinois Institut of Technology, Chicago (2014);
    • Indicação para o Curry Stone Design Prize, da Fundação Curry Stone, Bend, Estados Unidos (2014);
    • Prêmio Global para Arquitetura Sustentável, da LOCUS Foundation, em Paris (2013);
    • Prêmio de Arquitetura Schelling, de Karlsruhe, Alemanha (2012);
    • Medalha Bicentenário de Reconhecimento Cultural do Equador (2012);
    • Prêmio “Panorama Ibero-americano de Obras” na VII Bienal Ibero-Americana de Arquitetura e Urbanismo, em Medellín, Colômbia (2010);
    • Prêmio “Melhor Obra de Jovem Arquiteto” na VI Bienal Ibero-Americana de Arquitetura e Urbanismo, em Lisboa (2008);
    • Prêmio Nacional de Projeto Arquitetônico na XV Bienal Pan-Americana de Quito, Equador (2006).

Em 2016, o coletivo Al Borde fez parte do comitê de seleção do Mies Crown Hall Americas Prize – MCHAP e, no mesmo ano, participaram da seleção oficial da Bienal de Veneza, Itália. Seus projetos foram apresentados em bienais e exposições na Argentina, Bulgária, Equador, Estados Unidos, França e Itália.

obra al borde                                       Al Borde: Casa en construcción [Fonte da imagem: www.albordearq.com]

Al Borde realiza, desde 2012, o working in progress “Casa en construcción”, uma inovadora e provocadora estratégia de restauração e refuncionalização de um casarão no Centro Histórico de Quito, no qual funciona a sede do coletivo e onde moram alguns dos seus membros. “Casa en construcción” já recebeu diversos prêmios internacionais, com destaque para o Prêmio “Panorama Ibero-americano de Obras” da X Bienal Ibero-Americana de Arquitetura e Urbanismo, realizada em São Paulo, em 2016, e o Prêmio Lafarge Holcim Acknowledgement America Latina, da Lafarge Holcim Foundation, em 2014.

 



Sede

Edifício dos Arquitetos
Ladeira da Praça nº 9, Centro

(71) 3335-1195
iab-ba@iab-ba.org.br

Escritório Executivo

Ed. Raphael Gordilho, Av. Lucaia 317, sala 203,
Rio Vermelho, CEP 41940-660 Salvador, BA


Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2020. Todos os direitos reservados.