Notícias



A Bahia nas Olimpíadas

O isolamento acústico do Centro Internacional de Transmissão – IBC, uma das edificações mais complexa de todo o Parque Olímpico, é uma realização coordenada pela arquiteta baiana Débora Barretto.

Os holofotes e câmeras do mundo todo estão voltados para o Rio de Janeiro durante as Olimpíadas, mas o know how que possibilitou isso é baiano. A arquiteta Débora Barretto, sócia diretora da Audium Áudio & Acústica e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Acústica – SOBRAC, é a consultora técnica das especificações de isolamento acústico do IBC (International Broadcast Centre), o Centro Internacional de Transmissão do Parque Olímpico.

Umas das obras mais complexas de toda a estrutura montada para as Olimpíadas, o prédio do IBC acolherá cerca de 20 mil jornalistas do mundo todo durante a realização dos jogos, além de todo o pessoal de apoio das transmissões. Esses profissionais têm no IBC toda a estrutura para enviar para o mundo as transmissões das competições e entrevistas com os atletas.  Tudo com qualidade de som e sem interferências externas, devido ao tratamento acústico completamente desenvolvido para otimizar as áreas e oferecer um ambiente preparado para este trabalho tão específico.

Para a arquiteta Débora Barretto, este é um projeto pioneiro e divisor de águas. “No Brasil, esta é uma edificação singular não apenas por ter sido projetada para as Olimpíadas, mas principalmente porque pode ser considerado um exemplo de qualidade técnica, além da total adequação de equipamentos e materiais. Tudo foi projetado e instalado para oferecer aos jornalistas qualidade sonora e conforto para a realização do seu trabalho”, explica Débora.

O nível de conforto acústico exigido internamente foi de 35dB, o que demandou o cálculo e execução de paredes,  coberturas e esquadrias extremamente isolantes. Vale salientar que fora da edificação diversos ruídos ocorrem de forma rotineira, como a passagem de helicópteros e veículos de grande porte.

Um dos principais desafios foi promover a interface entre os elementos construtivos, evitando a existência de frestas. “Qualquer pequeno problema de execução poderia comprometer todo o sistema. Portanto, compatibilizar cobertura, paredes, esquadrias e tubulações foi uma tarefa que demandou uma atenção muito especial e o resultado está sendo excelente”, comemora Barretto.

A especialista em acústica finaliza falando sobre a alegria por participar do projeto. “Esse foi um dos trabalhos mais complexos já desenvolvidos pela equipe de acústica da Audium. Tudo demandou um enorme envolvimento de uma equipe altamente especializada. O resultado foi fantástico e tudo ficou de acordo com as especificações do Comitê Olímpico. É um projeto de nível internacional do qual tenho muito orgulho”.

 

Informações adicionais

Ø  O IBC receberá por dia mais de 2 mil jornalistas e pessoal de operação;

Ø  Serão cerca de 105 emissoras de TV trabalhando na edificação, transmitindo para cerca de 3 bilhões de espectadores;

Ø  Mais de 200 países utilização a estrutura;

Ø  Mais de 7 mil horas de transmissão ao vivo serão realizadas no IBC – tanto para TV quanto para mídias digitais

Ø  O IBC receberá diariamente toneladas de equipamentos de transmissão



Sede

Edifício dos Arquitetos
Ladeira da Praça nº 9, Centro

(71) 3335-1195
iab-ba@iab-ba.org.br

Escritório Executivo

Ed. Raphael Gordilho, Av. Lucaia 317, sala 203,
Rio Vermelho, CEP 41940-660 Salvador, BA


Institutos de Arquitetos do Brasil - Departamento da Bahia. © 2020. Todos os direitos reservados.